terça-feira, 19 de março de 2013

Parabéns, prefeito RP



  Este humilde blogueiro recebeu, através de seu informante, investigador, xereta, pentelho, infiltrado, Falatiboca, uma informação que merece, como todas as outras, a repercussão necessária. O fato envolve diretamente o alcaide de Santa Rita, Reginaldo Pereira (PRP) e alguns integrantes de seu governo e se deu nas dependências do setor de logística e distribuição do município.

Vamos ao fato...
Aconteceu que: em um dia comum de trabalho, estava o prefeito na sede de uma da repartições, quando, de repente, chegam alguns integrantes de sua gestão com inúmeras notas e cheques para que o Edil assinasse. Essas notas e cheques eram referentes à diversas compras, como frutas, merendas, etc, tendo os mais variados valores, 6 mil, 8 mil, 5 mil e pouco, 9 mil e por aí vai. Tudo sem respeitar o processo licitatório e a Lei 8666.

O prefeito por sua vez, sem pestanejar, ao ver os valores e a que se referiam as notas, deu um pulo e esbravejou: "eu não vou assinar isso não. Não sou louco. Estão querendo meter a mão".

Rasgou umas notas e mandou os caras voltarem sem nem sequer assinar um "A". Ainda determinou que toda e qualquer nota que chegasse àquela repartição, só seria assinada depois que fosse inspecionado e confirmado que tal material, alvo da compra, esteja já no armazém da PMSR. Só assim o chefe do executivo assinaria.


Eu, do alto de minha admiração pelas pessoas que tem compromisso com o erário público, principalmente da minha cidade, não poderia deixar de registrar a minha admiração pelo zelo do prefeito em não querer que objetivos e atitudes obscuras de pessoas alheias permeiem a edilidade.

Parabéns, Reginaldo. Sua atitude enobrece o seu mandato apagado até o presente momento (19/03/2013). Tiro o meu chapéu para essa grande atitude sua. Meus respeitos.

Por: Rodrigo Costa

Um comentário:

Isabel Matias disse...

Falo de conhecimento próprio, por ter trabalhado na Logística, que o sistema utilizado pelo setor tem como lançar a entrada dos produtos informando quantidades, de qual programa ( creche, escola, saúde...), fornecedor e número da DANFE. Em seguida, quando da distribuição, o destino para onde foram tais produtos. Parabenizo sua atitude Sr Reginaldo Pereira.